sábado, 11 de agosto de 2012

CEASA - MOSSORÓ

O PRÉDIO DA CEASA EM MOSSORÓ, NA RUA JOSÉ NOGUEIRA, NO BAIRRO AEROPORTO, FOI INICIADA NO GOVERNO DE VILA DE FARIA E PARALISADA NA ADMINISTRAÇÃO DE IBERÊ FERREIRA

CONAB

MOSSORÓ-RN

CONAB - MOSSORÓ

O PRÉDIO DA CONAB, FICA SITUADO NA RUA JOSÉ LEITE, S/Nº, NO BAIRRO SANTO ANTÔNIO - MOSSORÓ-RN

segunda-feira, 23 de julho de 2012

UM BENEFÍCIO AOS AGRICULTORES POTIGUARES

Pleito da Faern é atendido e Governo Federal libera milho para venda, em balcão, no Nordeste

Atendendo um clamor de inúmeros produtores rurais da região Nordeste e em especial dos produtores do Rio Grande do Norte, a Federação da Agricultura e Pecuária do RN (Faern) encampou uma luta, juntamente com o deputado federal Henrique Eduardo Alves, para conscientizar o Ministério da Agricultura sobre o aumento dos parâmetros de liberação de milho que deverão ser comercializados nos balcões da Conab. Os pedidos tiveram efeito e na última sexta-feira (29 de junho), O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), por meio da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), autorizou o início da venda de milho em balcão nos municípios amparados pela Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene). A região foi atingida pela estiagem e a medida visa amenizar os prejuízos causados aos criadores. De acordo com o presidente da Federação da Agricultura, José Álvares Vieira, essa medida será fundamental para amenizar os problemas de abastecimento de produtores potiguares. “Com a Portaria Interministerial nº 601, publicada no Diário Oficial da União, teremos um novo fôlego para enfrentar essa seca terrível. Ao todo, serão disponibilizadas 400 mil toneladas do produto. O limite de aquisição por beneficiário é de até três mil quilos e o preço será de R$ 18,12 por saca de 60 quilos. De três mil e um quilos até sete mil quilos o preço é de R$ 21,00 por saca e de sete mil e um até 14 mil quilos, o preço será de R$ 24,60 por saca”, explicou Vieira.

Quem será beneficiado pela medida governamental: Avicultor, suinocultor, bovinocultor, caprinocultor e ovinocultor; cooperativas de criadores de aves, suínos, bovinos, caprinos e ovinos, situados e com atividade nos municípios amparados pela Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene)

FONTE: PÁDUA CAMPOS

GALERA DA AGRICULTURA POTIGUAR VAI PARA COLÔMBIA

O Primosat recebeu uma informação da Colômbia que chegaram a terra da FARC toda a cúpula
da agricultura do RN.

Betinho Rosado preocupado com a seca

A delegação das autoridades do setor de agronegócio do RN que chegou na Colômbia é maior que a de Cristóvão Colombo quando descobriu a América.

O estado passando por um período de seca, com 139 municípios em estado de emergência, não seria um momento adequado para deslocar os responsáveis em executar políticas públicas emergenciais para minimizar os efeitos da estiagem para uma viagem internacional.

Hoje, pelo que foi visto, tanto a Secretaria de Agricultura como a Emater, estão sem seus dirigentes.

A delegação potiguar deverá devorar um prato típico da Colômbia que é o ajico, uma espécie de canja feita com galinhas e batatas.

Seu maior problema não é a questão política, mas sim o tráfico de drogas, principalmente devido ao Cartel de Cali, que tem uma receita estimada de R$5 bilhões de dólares anuais.

FONTE: INTERNET

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

AGRICULTURA RN EM 2002

A agricultura do estado do Rio Grande do Norte é a que mais cresce em 2002, apoiada na expansão da fruticultura irrigada e, principalmente, na cana-de-açúcar (produzida nesse mesmo ano em um total de 2.011.241 t). Mandioca, milho, coco e melão são outras culturas de destaque nesse crescimento. A base da agricultura é a cana-de-açúcar, cuja safra cresce 22% em 1999 em relação ao ano anterior. É um dos estados que mais cresce no brasil, (cresce o dobro da média nacional)
A produção de caju, melão, melancia, acerola e manga é quase inteiramente destinada ao exterior, principalmente para a Europa. A fruticultura, beneficiada pelo processo de irrigação, não sofre com a estiagem.
As principais atividades do Rio Grande do Norte concentram-se nas áreas de Agricultura: castanha-de-caju, coco-da-baía, arroz, mandioca (esses últimos em processo de expansão), cultivo de algodão, banana, cana-de-açúcar, feijão, milho, batata-doce, sisal, fumo, abacaxi e mamona; Pecuária: bovina, suínos, avicultura; Pesca/Extração vegetal: Carnaúba e Mineração: sal marinho, calcário, diatomito, estanho, caulim, gás natural, petróleo, tungstênio, feldspato, nióbio.A agricultura do estado é a que mais cresce em 2002, apoiada na expansão da fruticultura irrigada e, principalmente, na cana-de-açúcar (produzida nesse mesmo ano em um total de 2.011.241 t). Mandioca, milho, coco e melão são outras culturas de destaque nesse crescimento. A base da agricultura é a cana-de-açúcar, cuja safra cresce 22% em 1999 em relação ao ano anterior. É um dos estados que mais cresce no brasil, (cresce o dobro da média nacional)
A produção de caju, melão, melancia, acerola e manga é quase inteiramente destinada ao exterior, principalmente para a Europa. A fruticultura, beneficiada pelo processo de irrigação, não sofre com a estiagem.
As principais atividades do Rio Grande do Norte concentram-se nas áreas de Agricultura: castanha-de-caju, coco-da-baía, arroz, mandioca (esses últimos em processo de expansão), cultivo de algodão, banana, cana-de-açúcar, feijão, milho, batata-doce, sisal, fumo, abacaxi e mamona; Pecuária: bovina, suínos, avicultura; Pesca/Extração vegetal: Carnaúba e Mineração: sal marinho, calcário, diatomito, estanho, caulim, gás natural, petróleo, tungstênio, feldspato, nióbio.

Quem sou eu

Minha foto
Jose Maria das Chagas, nasci no sítio Picada I. em Mossoró-RN,filho do assuense MANUEL FRANCISCO DAS CHAGAS e da mossoroense LUZIA FRANCISCA DA CONCEIÇÃO, com 14 irmãos. Ingressei nas fileiras da gloriosa e amada Polícia Militar do Rio Grande do Norte no dia II-VII-MCMLXXX com o número 80412. Casei-me em XV-IX- MCMLXXXIII com a apodiense MARIA ELIETE BEZERRA (XXIII-VIII-MCMLXIII), pai de 5 filhos: PATRÍCIA ( NASCIDA A XVII - VIII - MCMLXXXIII FALECIDA EM VIII - XI - MCMLXXXV), JOTAEMESHON WHAKYSHON (I - X - MCMLXXXVI), JACKSHON (FALECIDO) E MARÍLIA JULLYETTH (XXIX - XI - MCMXC).Atualmente convivo com outra apodiense KELLY CRISTINA TORRES (XXVIII-X - MCMLXXVI), pai de JOTA JÚNIOR (XIV - VII - IMM). JÁ PUBLIQUEI TRÊS TRABALHOS: CHIQUINHO GERMANO -A ÚLTIMA LIDERANÇA DOS ANOS 60 DO SERTÃO POTIGUAR, COMARCA DE APODI EM REVISTA e A HISTÓRIA DA COMPANHIA DE POLÍCIA MILITAR DE APODI

Minha lista de blogs